Implantes Dentários

Muitas pessoas sofrem com a ausência de dentes pelos mais variados motivos. Nesses casos, o tratamento mais efectivo é a colocação de um implante dentário. Para termos uma noção de valores, e segundados da ordem dos médicos dentistas, 70% de portugueses têm falta de dentes naturais e, destes, 35% já perdeu seis ou mais dentes. Existem ainda 8,2% da população portuguesa que não tem qualquer dente natural.

implantes-dentarios

 

Ter um sorriso bonito é importante para todos não só por questões de saúde mas também de auto-estima. Claro está que problemas nos dentes e nas gengivas estragam este cenário perfeito e dão dores de cabeça a quem tem de os enfrentar. Ora, é precisamente por esse motivo que a colocação de um implante dentário ganha cada vez mais importância.

Tantas vezes vistos como um investimento num futuro com mais confiança, os implantes encontram-se entre os tratamentos dentários mais requisitados nos consultórios de dentista. Chegou a altura de saber tudo sobre esta técnica.


 

Mas o que é um implante dentário?

Implantes dentários são pequenas estruturas de metal, geralmente titânio, que lhe serão cirurgicamente colocadas no osso maxilar que se encontra encoberto pela gengiva, com o objetivo de ocupar o lugar da raiz do dente. Para poder colocar um implante dentário, é necessário que tenha gengivas e ossos saudáveis – só assim garante sucesso do procedimento e a fixação correcta do dente na posição pretendida.

Os resultados desta técnica dependem também de si, uma vez que a higiene oral e visitas regulares ao dentista passam a ser uma obrigação para o sucesso a longo prazo dos seus implantes.

É uma modalidade que fará com que se sinta bem novamente consigo mesmo/a. Posto isto, damos-lhe vários os 3 tipos de implantes dentários existentes para que se sinta seguro/a e confiante para colocar um implante dentário e recuperar a sua auto-estima dependendo das suas necessidades.

E podemos colocar de entre 3 tipos de implantes dentários:

    1. Implantes dentários convencionais, que são os mais utilizados e colocados nos pacientes com condições ósseas consideradas normais;
    2. Implantes curtos, que são colocados em locais onde existe pouca profundidade de osso;
    3. Implante zigomático, que é colocado ou fixado no osso zigomático ou malar (conhecido popularmente por “maçã do rosto”) e, por isso, são apenas utilizados no maxilar superior.

 

5 factores cruciais dos implantes dentários

1 – Têm um aspecto natural

Com a colocação das coroas, que são personalizadas para substituir os seus dentes, o sorriso fica com um aspecto mais natural. Ninguém vai perceber que passou por um tratamento dentário.

2 – São seguros

Os implantes dentários têm uma elevada taxa de sucesso porque são feitos em titânio, que é um metal biocompatível, evitando a rejeição por parte do organismo.

3 – São fixos

Ao contrário das próteses removíveis, que podem soltar-se, os implantes dentários são extremamente fixos e seguros: pode comer tudo que deseja, falar sem receios e sorrir à vontade, sem qualquer tipo de problema. Os implantes dentários também têm a grande vantagem de não precisarem de serem retirarados durante a noite para higienização ou até mesmo para dormir.

4 – São acessíveis

Com as opções de financiamento e pagamentos faseados que são possíveis de arranjar actualmente, vale a pena investir na nossa saúde oral.

5 – Durabilidade

O implante, propriamente dito, e a prótese, que é inserida no implante possuem diferentes níveis de durabilidade. Contudo e embora não exista um prazo de validade definido para a durabilidade de um implante dentário, a verdade é que, com o devido cuidado, alguns implantes podem durar a vida inteira.

implante dentário

 

“Apenas 32.4% dos portugueses têm a dentição completa.”

 

De referir que os implantes dentários aquando da sua colocação não causam dor, uma vez que o paciente se encontra anestesiado.  No periodo pós operação, poderá ter de tomar alguns analgésicos, anti-inflamatórios e antibióticos. De qualquer forma, o médico que fizer o procedimento recomendar-lhe-á a melhor forma e medicamentos para contornar qualquer desconforto que possa ter.

Sendo que algumas indicações que terá de seguir são:

  • Aplicar gelo (indiretamente) sobre a zona intervencionada;
  • Evitar movimentos bruscos com a cabeça e qualquer atividade física mais intensa;
  • Evitar exposição ao sol e fontes de calor;
  • Reforçar os cuidados de higiene oral;
  • Optar por uma alimentação mais mole ou pastosa durante a 1ª semana após a cirurgia.

 

Composição de um implante dentário

O constituição de um implante dentário é muito simples e apenas compreende 3 elementos.

1- parafuso: É a base do tratamento. Fica preso no osso através da osteointegração e serve de suporte para o novo dente. É inserido através de uma cirugia.

2- pilar ou conector: Tem a função de fazer a ligação entre o parafuso e a coroa dentária.

3- coroa: Visualmente é similar a um dente. As coroas são compostas por material cerâmico. A coroa é a parte estética importante, de forma a que o paciente no seu todo fique muito agradável.

 

“37.8% da população tem falta de 1 a 5 dentes.”

 

Quanto custa um implante dentário?

preço ou valor de um implante dentário pode variar tendo em conta as diversas necessidades de cada paciente. A título de exemplo, o preço médio de um implante dentário em Portugal tende a variar entre os 600 e os 850 euros (um dente) acrescidos do valor da prótese fixa que varia em função do material utilizado (cerâmica, zircónia, hibrida ou acrílica).

Mas, obviamente que o valor de implante dentário ou o preço por dente depende do local onde é realizada a cirurgia e da técnica utilizada. Por exemplo, se colcoar um implante zigomático, o preço tende a ser superior, quer pela necessidade de uso da anestesia geral, como também do próprio tipo de implantes (muito mais compridos que os outros dois).