TAN, TAE e TAEG: Conheça as diferenças!

A oferta e competição no crédito levam a banca a diferentes estratégias comerciais. Neste artigo iremos falar sobre TAN, TAE e TAEG. Estes são ótimos indicadores para comparar propostas de diferentes instituições financeiras. Mas é importante que os critérios sejam os mesmos e antes de tudo perceber de que se tratam.

Se vai pedir um empréstimo irá com certeza encontrar um rol de taxas e termos financeiros que precisam de ser entendidos da melhor maneira pois falamos de quantidades de dinheiro bastante avultadas na maioria dos casos.

TAN-e-TAEG-diferenca

 

O Que é a Taxa de Juro do Crédito

Mas comecemos por compreender em primeiro lugar o que é uma taxa de juro do crédito. Por definição, entende-se por taxa de juro o custo do dinheiro. 

Consumir hoje o que só poderia consumir no futuro revela o custo desse consumo, no sentido em que, caso optasse por poupar uma parte do seu rendimento disponível para atingir um determinado montante necessário à satisfação de uma necessidade isso levaria algum tempo.

Por exemplo comprar uma casa, trocar de automóvel ou fazer umas férias inesquecíveis. Para a maioria das pessoas são sonhos que só podem tornar-se realidade com recurso ao crédito. No entanto, antecipar o consumo recorrendo a dinheiro emprestado implica compensar o banco, através do pagamento de juros. Resultando dai as taxas de juros

 

As 3 taxas de juro aplicadas no Crédito

1. TAN (Taxa Anual Nominal)

A Taxa Anual Nominal é usada na maior parte das operações que envolvem o pagamento de juros, como por exemplo a remuneração dos depósitos ou a determinação das prestações. Na generalidade das vezes a taxa de juro nominal assume a periodicidade anual logo necessita de ser dividida por 12 para a correspondência mensal, por 4 para a correspondência trimestral e por 2 para a correspondência semestral.

De uma maneira mais simples a TAN são os juros anuais de um crédito, ou a remuneração anual de um depósito bancário.

Para saber exatamente quanto vai pagar pela TAN, tem de dividir o valor da taxa anual pelo número anual de prestações: sejam elas mensais, trimestrais ou semestrais.

Mais três coisas que deve saber:

  • A TAN aplica-se apenas ao montante de crédito emprestado, ou seja, serve apenas para calcular a prestação mensal do empréstimo, mas não inclui as outras despesas associadas à contratação do crédito.
  • Não deve optar por um crédito ou instituição financeira só porque apresenta uma TAN mais baixa, já que isso não significa que o custo do crédito seja mais baixo.
  • Não confunda a TAN com o spread. A Taxa Anual Nominal inclui o spread

 

2. TAE (Taxa Anual Efetiva)

Esta taxa mede todos os custos associados a um determinado empréstimo, incluindo os juros, comissões bancárias e prémios dos seguros exigidos. No entanto, não inclui os impostos como o do selo.
De uma forma simples podemos dizer que esta taxa é a TAEG menos os impostos.
Esta taxa perdeu alguma relevância, desde janeiro deste ano, com as novas regras do Banco de Portugal para o crédito habitação, que determinam que a TAEG passa a ser a medida de custo do crédito, em substituição da TAE.

Reflete não só os juros, mas também os encargos, comissões e despesas relativas a todo o processo de crédito. Não reflete, os encargos com seguros ou outros produtos associados ao crédito à habitação.

banco de portugal

 

3. TAEG (Taxa Anual de Encargos Efetiva Global)

Ainda é uma taxa muito desconhecida para a maioria do público, mas é melhor prestar-lhe a atenção que é uma taxa a ter em conta. Este é o indicador que mede o custo total dos empréstimos, incluindo encargos com juros, comissões bancárias, despesas processuais, seguros e todos os outros custos. Tudo!!!!

Por isso é o indicador por excelência para comparar empréstimos: seja um cartão de crédito, um crédito pessoal ou habitação. Por exemplo, num empréstimo para a casa, as instituições financeiras costumam publicitar os spreads, mas o que tem de comparar efetivamente entre propostas de bancos é a TAEG, que indica quais são os custos reais totais associados a cada empréstimo. Note que, em propostas com o mesmo montante, prazo e modalidade de reembolso, a que apresentar a TAEG mais baixa é a mais barata para o cliente.

A definição da TAEG é na verdade igual à TAE acrescentando apenas o custo com seguros do crédito. Comparar créditos pela apenas pela TAN pode levá-lo a selecionar o mais penalizador, já que não contempla custos com comissões ou seguros.


Considerações

Resumidamente as taxas de juro nominais determinam as prestações reflectindo os juros referentes ao capital e prazos do empréstimo. Não está reflectido na taxa nominal os custos com impostos, comissões e seguros quando exigíveis.

A diferença principal entre a TAE e a TAEG resume-se à inclusão dos prémios de seguros exigíveis pelo banco, sendo que a TAE não incorpora os custos dos seguros de vida ou habitação no crédito habitação.

Assim sendo, a TAE, TAEG são excelentes indicadores de comparação de propostas de crédito apresentadas pelos bancos, contundo, convêm que os critérios de comparação sejam semelhantes na medida em que:

  • Os montantes sejam iguais;
  • Os prazos sejam iguais;

Tenha atenção que para minimizar o seu custo financeiro deverá ter atenção ao spread e a todos os custos associados.

 

Cristiano Lucas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.